Sindicato dos Servidores de Guaratinguetá organiza Paralisação dos Coletores de Lixo, por melhores condições de trabalho

Publicado originalmente em – 14/12/2017

WhatsApp Image 2017-12-14 at 11.20.48.jpg

Hoje, 14 de Dezembro de 2017, o Sindicato dos Servidores Municipais de Guaratinguetá, juntamente com o Sindicato dos Condutores, com o apoio da CUT, estiveram apoiando os coletores de lixo na paralisação por melhores condições de trabalho.
As reivindicações foram:
– Falta de uniformes.
-Falta de equipamentos, como protetor solar e óculos de sol
– Caminhões quebrados.
– Horas excessivas de trabalho – Alguns trabalhadores chegaram a relatar que entravam 15h de um dia e terminavam a coleta as 04h do dia seguinte.
– Falta de coletores – Os caminhões estavam saindo com apenas dois coletores.
– Café da manhã.
Falta de local adequado para a espera do caminhão – Após ser feita a primeira coleta, o motorista vai até a Cidade de Cachoeira Paulista, que fica à 2 horas de Guaratinguetá, para descarregar e volta para a continuação do trabalho, enquanto isso os coletores ficavam esperando na rua, sem nenhum tipo de suporte nem identificação.
– Pagamento de horas extras.
– Pagamento de Adicional Noturno.
– Intervalo para almoço.
Depois de uma longa conversa com os Diretores da CODESG (responsável pela coleta de lixo da Cidade) e muita resistência dos mesmos, o SISEMUG juntamente com o Sindicato dos Condutores conseguiu que algumas importantes questões fossem resolvidas. A partir de hoje, nenhum coletor ficará na rua esperando o caminhão voltar de Cachoeira Paulista e nenhum caminhão sairá para a coleta com menos de três coletores para a realização dos trabalhos, na próxima segunda-feira os funcionários terão disponibilizados protetores solares e óculos de sol. Os uniformes, crachás e o café da manhã serão providenciados para a primeira quinzena de Janeiro.  Além disso, será instalado o relógio de ponto, o que facilitará na comprovação de horas extras trabalhadas e a redução das horas excessivas de trabalho.
É importante lembrar que o Presidente do Sindicato José Eduardo Ayres, se preocupando com a integridade dos funcionários, fez questão de deixar registrado em ata que nenhum funcionário deverá sofrer assédio moral pela paralisação.

SISEMUG, cuidando dos interesses da categoria!

Ajude-nos curtindo e compartilhando as conquistas de nosso sindicato!

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro!

https://www.youtube.com/channel/UCiGXwlvuiqxl6eQ-jivbqVg

Eduardo Ayres – Presidente SISEMUG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.